Mãe (Petrônio)

    Mãe

     

     

    O lume ardente espelha a tua imagem
    Como o retrato de uma deusa grega
    Se pudesse faria de ti uma tatuagem
    Para mim marcar eterna alma meiga

    Tenho certeza que as rosas te invejam
    Pois és amada muito mais que ela
    O que gerastes são rosas indas mais belas
    Que certamente te amam e te amparam

    Jamais podemos idealizar o amor
    Que por nós sentes e veneras
    Na tristeza, na alegria e na dor

    Agora digo, ó musa dos poetas
    Tu és a rosa que tanto amamos
    Idolatrada flor de todos os profetas

    Petrônio

    © 2021 Família Ferreira Soares - Todos os Direitos Reservados / Dev: Esdras Rodrigues